Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
298,00 283,00 280,00
GO MT RJ
286,00 288,00 290,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2510,00
Garrote 18m 2880,00
Boi Magro 30m 3780,00
Bezerra 12m 2100,00
Novilha 18m 2400,00
Vaca Boiadeira 2920,00

Atualizado em: 8/8/2022 09:26

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Governo tem dificuldades para definir Plano Safra

 
 
 
Publicado em 21/06/2022

O Ministério da Agricultura continua correndo contra o tempo para fechar os detalhes do Plano Safra 2022/23 e conseguir anunciar as condições do crédito rural até a semana que vem, mas admite a possibilidade de o dinheiro subsidiado não estar disponível aos produtores nas instituições financeiras em 1º de julho, início da nova temporada.

O secretário de Política Agrícola da Pasta, Guilherme Bastos, disse que o governo está “sensibilizado” com o aumento de custos no campo e a responsabilidade do Brasil de produzir mais alimentos, mas que o aperto orçamentário dificulta as negociações com a equipe econômica.

No ano passado, o Plano Safra 2021/22 foi anunciado em 22 de junho. Agora, o cenário mais otimista aponta para o dia 28. A expectativa é que o Conselho Monetário Nacional (CMN) analise as resoluções necessárias na sessão ordinária desta quinta-feira ou em um encontro extra. “Os votos estão bem delineados. É questão de fechar juros, limites e distribuições”, disse o secretário ao Valor. “Pode ser que não haja tempo hábil de o sistema financeiro estar preparado no dia 1º de julho, mas ao menos já haverá um norte”.

A demora para a liberação das linhas de crédito rural não deve causar grandes prejuízos para o plantio da próxima safra de grãos, que começará em agosto. “O produtor não depende 100% do recurso [do Plano Safra] para fazer seu financiamento, tem outras formas de se financiar”, observou Bastos.

Juros "satisfatórios"

Técnicos dos ministérios da Agricultura e da Economia e do Banco Central tentam formular linhas com taxas de juros “satisfatórias”, mas tudo segue indefinido. Bastos garantiu que não se trabalha com níveis próximos à Selic, atualmente em 13,25% ao ano.

Nos cálculos do Ministério da Agricultura, o aumento médio ponderado no custo de produção foi de 54%, o que reforça a necessidade de mais recurso e mais limite para garantir o sucesso da safra. “Talvez a gente não consiga chegar aos 54%, mas temos que oferecer condições para acomodar a alta de custos”.

Por enquanto, a equipe econômica garantiu à Agricultura que haverá R$ 1,2 bilhão para a equalização de juros entre julho e dezembro deste ano. O recurso foi autorizado pela Junta de Execução Orçamentária (JEO) em maio e deverá ser remanejado aos cofres do Tesouro Nacional assim que se bater o martelo sobre os detalhes do plano. A indefinição continua porque a Pasta quer mais.

Uma das eventuais fontes pode ser a possível “sobra” de recurso do Plano Safra 2021/22, reaberto recentemente após suplementação de R$ 1,1 bilhão. Quatro linhas permaneceram fechadas (duas modalidades do Programa de Construção e Ampliação de Armazéns, Moderfrota e Prodecoop), pois são as que mais consomem subvenção e que tinham mais saldo remanescente nos bancos. Em menos de um mês, o gasto previsto seria de R$ 270 milhões, que poderão ser alocados em 2022/23.

"Escolha de Sofia"

A decisão de manter as linhas suspensas nesta temporada por quatro meses foi “a ‘escolha de Sofia’”, segundo o secretário. “Você prefere ter essas linhas que consomem mais recursos de equalização e têm saldo ou ter um plano com taxas menores, mais robusto? Estamos olhando onde conseguimos mexer nesse cobertor curto”, disse Bastos.

O secretário reafirmou que o Plano Safra 2022/23 terá mais de 50% dos recursos de equalização direcionados para pequenos e médios produtores, e que a intenção do governo é apoiar linhas de sustentabilidade, como as do Programa ABC+ (agricultura de baixo carbono).  Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[08/08/2022] - Arroba: mercado da carne ainda sugere alta
[08/08/2022] - Arroba: semana acabou devagar
[08/08/2022] - Importações de carne chinesas continuam subindo
[08/08/2022] - Deputados do PT querem taxar exportação de carne
[08/08/2022] - Milho: mercado está sem referência
[08/08/2022] - Brasil já fecha embarques de milho à China
[08/08/2022] - Produtores rurais recorrem à recuperação judicial

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[08/08/2022] - Crédito rural já movimentou R$ 25 bi em julho
[05/08/2022] - Arroba: frigorífico seguem segurando as compras
[05/08/2022] - ASSOCON: produto à base de plantas não é carne
[05/08/2022] - Pecuaristas do RS querem união para faturar mais
[05/08/2022] - Como estão as exportações argentinas de carne?
[05/08/2022] - China compra mais produtos do agro dos EUA
[04/08/2022] - Arroba: boi em queda e carne em alta
[04/08/2022] - Arroba: frigoríficos ampliam queda do boi em SP
[04/08/2022] - Brasil vai exportar carne com osso ao Uruguai
[04/08/2022] - Arroba: indicador está abaixo de julho de 2021
[04/08/2022] - China domina exportações de carne do Brasil
[04/08/2022] - Porto de Santos bate recordes puxado pelo Agro
[03/08/2022] - Arroba: pecuaristas seguram o boi
[03/08/2022] - Abates têm alta de 4% no segundo trimestre
[03/08/2022] - Falta de crédito prejudica confiança do agro
[03/08/2022] - Crédito rural: governo demora a liberar recursos
[03/08/2022] - Ministro argentino promete priorizar agro
[02/08/2022] - Exportações: faturamento bilionário em julho
[02/08/2022] - Carne: menor produção em 20 anos
[02/08/2022] - Arroba: frigoríficos seguram as compras
[02/08/2022] - Frigoríficos cobram dívida de R$ 100 mi de Cuba
[02/08/2022] - Fiscalização encontra 2 mil bois irregulares em MS
[02/08/2022] - Leite: Câmara aprova urgência em apoio ao produtor
[02/08/2022] - Saldo comercial é o segundo melhor da história
[02/08/2022] - Queda de impostos já aparece na inflação
[01/08/2022] - Arroba: sexta deu início ao movimento de alta?
[01/08/2022] - Leite: preço pago ao produtor bate recorde
[01/08/2022] - Leite: aumento de renda puxará gasto com lácteos
[01/08/2022] - Milho: preços voltam a subir em SP
[01/08/2022] - Milho: colheita da safrinha chega a 97,9% em MT
[01/08/2022] - Veterinários simulam emergência sanitária em SP
[29/07/2022] - Exportações renderam US$ 12,2 bi ao Brasil
[29/07/2022] - Arroba: virada de mês pode puxar preço do boi
[29/07/2022] - Arroba: frigoríficos tentam derrubar o boi China
[29/07/2022] - Desemprego cai ao menor nível desde 2015
[29/07/2022] - Quadrilha adulterava farelo de soja em MT
[29/07/2022] - Protesto de fiscais atrasa exportações de milho
[29/07/2022] - Bancos querem intervir na pecuária
[28/07/2022] - Arroba: frigoríficos pressionam, sem sucesso
[28/07/2022] - Pecuaristas não vendem boi abaixo do custo
[28/07/2022] - Políticas ambientais podem levar à falta de comida
[28/07/2022] - China vai importar farelo de soja do Brasil
[28/07/2022] - IGP-M vem abaixo das expectativas
[27/07/2022] - Frigoríficos ainda tentam forçar baixa do boi
[27/07/2022] - Minerva vê barreiras sem sentido ao boi do Brasil
[27/07/2022] - Arroba: boi China já está valendo mais em SP
[27/07/2022] - Leite: tendência no Paraná é de alta
[27/07/2022] - Importações de fertilizantes aumentam 172%
[27/07/2022] - Governo amplia ajuda a pequeno e médio produtor
[27/07/2022] - Argentina não vai reduzir imposto sobre o agro

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br