Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
308,00 292,00 282,00
GO MT RJ
284,00 284,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2600,00
Garrote 18m 3070,00
Boi Magro 30m 3800,00
Bezerra 12m 2010,00
Novilha 18m 2480,00
Vaca Boiadeira 2820,00

Atualizado em: 29/6/2022 09:52

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Milho: safra deve bater recorde, mesmo com seca

 
 
 
Publicado em 10/05/2022

Alguns Estados do Brasil enfrentam condições secas que devem reduzir o potencial produtivo do milho na segunda safra, porém o país ainda caminha para um recorde de 115 milhões de toneladas na colheita total do cereal, graças a uma ampliação na área, bons preços e plantio no período ideal, aponta uma pesquisa realizada pela Reuters.

Se confirmada a previsão, baseada em projeções de dez analistas, a colheita terá um avanço de 32% em relação ao volume de 87,09 milhões de toneladas obtido no ciclo anterior, quando a “safrinha” foi severamente afetada por estiagem e geadas.

A área total de milho deve alcançar 21,31 milhões de hectares, alta de 6,87% no comparativo anual, conforme dados da pesquisa (veja tabela abaixo).

O sócio-proprietário e diretor da consultoria Cogo, Carlos Cogo, ressaltou que serão feitas novas análises entre maio e junho, mas “ainda assim deveremos ter uma safra recorde”.

Ele acredita que a máxima histórica virá pela combinação entre bons preços, que levaram os produtores a ampliar a área de plantio, e a semeadura da segunda safra em sua maioria dentro da melhor janela.

Os preços foram impulsionados pela redução de oferta gerada pela quebra do ano passado, pela frustração na safra de verão 2021/22, e ainda pela influência internacional devido à guerra na Ucrânia, importante fornecedora global do cereal.

No âmbito climático, a falta de chuvas já deixou danos à safrinha durante o mês de abril, e as condições climáticas de maio serão determinantes para configurar o tamanho da safra em regiões do Centro-Oeste e Sudeste.

“Acreditamos que a produtividade será ainda menor tanto em Mato Grosso, como também em Goiás, Minas Gerais e possivelmente em Mato Grosso do Sul…”, afirmou o analista da AgResource João Pedro Thieme.

Ele disse que o viés é de baixa em relação ao potencial inicial da safrinha, que também corre risco de passar por geadas, mas a tendência é que os impactos sejam mais amenos que os de 2020/21.

“A quebra a princípio será menor que na segunda safra de milho da temporada passada”, estimou.

Na mesma linha, o analista de inteligência de mercado da StoneX João Pedro Lopes disse que só será possível fazer uma avaliação concreta nos próximos meses, porém há chances de uma nova máxima histórica.

“Pelo que temos observado até o momento, caso haja novos cortes, não acredito que seja algo tão brusco como ano passado. Mesmo com novos cortes, acredito que ainda poderíamos atingir uma produção (total) recorde”, disse.

O analista da S&P Global Gabriel Faleiros disse que a consultoria (antiga IHS Markit) chegou cogitar produção de 93,5 milhões de toneladas para a safrinha, mas o clima pesou bastante durante o estágio de floração.

Atualmente, ele espera colheita de 90,5 milhões de toneladas para a segunda safra, e “vemos potencial de redução por volta de 2-3 milhões na nossa próxima atualização para a safrinha”.

Caso estes cortes sejam aplicados, no cenário mais pessimista, a S&P passaria a ver a produção total de milho em 112 milhões de toneladas, contra os atuais 115 milhões, o que ainda seria um recorde. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[29/06/2022] - Frigoríficos pedem ação do governo contra greve
[29/06/2022] - Arroba: escalada do boi continua firme
[29/06/2022] - IMEA faz previsões sobre o futuro da arroba
[29/06/2022] - Inflação do produtor rural em alta no RS
[29/06/2022] - Oposição trava projeto de autocontrole no Senado
[29/06/2022] - IGP-M sobe menos que a previsão do mercado
[29/06/2022] - Governadores vão ao STF contra queda do ICMS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[28/06/2022] - Brasil cria 277 mil empregos formais em maio
[28/06/2022] - Arroba: frigoríficos já pagam acima da referência
[28/06/2022] - Arroba: boi volta a subir em São Paulo
[28/06/2022] - Leite: preço subiu 4,4% em um mês
[28/06/2022] - Exportações do Agro batem recorde novamente
[27/06/2022] - Arroba: frigoríficos exportadores precisam de boi
[27/06/2022] - Arroba: preços estáveis em SP
[27/06/2022] - Milho: colheita avança e preços recuam
[27/06/2022] - Cenário permanece otimista para o Agro brasileiro
[27/06/2022] - Confinamento tem forte alta nos EUA
[27/06/2022] - Furto de gado cai 18,5% em Mato Grosso do Sul
[27/06/2022] - Putin garante fornecimento de adubos ao Brasil
[24/06/2022] - Arroba: escalas começam a avançar em SP
[24/06/2022] - Leite: preços continuam em alta
[24/06/2022] - FAESC: produtores estão abandonando o leite
[24/06/2022] - Piracanjuba reduz operações por falta de leite
[24/06/2022] - Senado aprova autofiscalização agropecuária
[24/06/2022] - Greve de fiscais já trava importações do Agro
[24/06/2022] - JBS: STJ dá decisão favorável aos Batista
[23/06/2022] - Ágio para o boi China já bate os R$ 30
[23/06/2022] - Arroba: boi sobe mas escalas não avançam
[23/06/2022] - Queda maior do bezerro melhora relação de troca
[23/06/2022] - Leite sobe no RS para compensar alta nos custos
[23/06/2022] - MT: carne bovina puxa crescimento das exportações
[23/06/2022] - Pequenos e médios pecuaristas são maioria em MT
[22/06/2022] - Arroba: exportações firmes puxam preço do boi
[22/06/2022] - Alta dos insumos fez PIB do Agro recuar em 2022
[22/06/2022] - Produção agrícola cresceu mais no Brasil
[22/06/2022] - Custo de produção do milho subiu 12%
[22/06/2022] - Plano Safra precisa ser maior para manter área
[22/06/2022] - Decisão da Justiça pode dificultar o crédito rural
[22/06/2022] - Governo publica regras para queijos artesanais
[21/06/2022] - Exportações registram alta de 20% em junho
[21/06/2022] - Frigoríficos abatem a todo vapor em Mato Grosso
[21/06/2022] - Arroba: não tem boi pronto no mercado
[21/06/2022] - Arroba do boi China começou a semana em alta
[21/06/2022] - Governo tem dificuldades para definir Plano Safra
[21/06/2022] - Preços ao produtor do Agro caem em junho
[20/06/2022] - Como ficará a arroba do boi no segundo semestre?
[20/06/2022] - Exportações continuam disparada em junho
[20/06/2022] - Preço da carne exportada bate recorde histórico
[20/06/2022] - Arroba: preço subiu mesmo durante o feriadão
[20/06/2022] - Arroba: frigoríficos exportadores podem pagar mais
[20/06/2022] - Milho: preços subiram mesmo com a colheita
[20/06/2022] - Deputados do PT querem taxar exportações do Agro
[15/06/2022] - Arroba: frigoríficos voltam a aumentar ofertas
[15/06/2022] - Exportações aos EUA cresceram 88% em um ano
[15/06/2022] - STJ manda suspender greve de fiscais
[15/06/2022] - Crédito rural deve ficar mais caro
[15/06/2022] - Câmara conclui votação da redução do ICMS

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br