Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
309,00 304,00 304,00
GO MT RJ
299,00 295,00 294,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3980,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3090,00

Atualizado em: 26/7/2021 10:33

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China pode abrir mercado enorme para o Brasil

 
 
 
Publicado em 10/06/2021

Os frigoríficos produtores de carne bovina do Brasil aguardam, para este ano, o fechamento de uma das mais importantes negociações lideradas pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, com a China, no mercado de proteína animal. Trata-se da permissão do governo chinês para que as indústrias brasileiras exportem diretamente miúdos bovinos, hoje vendidos apenas para Hong Kong e que representam 7% das exportações do setor.

Identificados na linguagem da Cacex, do Ministério da Economia, como “despojos comestíveis de carnes, preparados ou preservados”, ele abrange tudo que existe dentro do boi. 

E no país que se orgulha de abrigar o maior plantel de gado bovino para criação e abate do mundo e exportar US$ 8,5 bilhões por ano, vendendo 2 milhões de toneladas abrindo um mercado que hoje não pode ser acessado diretamente - embora os frigoríficos já vendam para o país indiretamente, uma vez que empresas de Hong Kong reexportam para a China continental.

Isso faz de Hong Kong o segundo maior cliente do Brasil, que compra US$ 80 milhões/mês (ou US$ 1 bilhão por ano) desses itens.

Se a China importar miúdos brasileiros, a expectativa é dobrar esse volume com preços bastante interessantes, já que os chineses preferem os miúdos para sua culinária de sopas e caldos.

Os chineses comem literalmente tudo que está dentro da barriga do boi. Isso quer dizer dos grandes órgãos, como fígado, coração, língua, bucho e tripas, mas também itens que no Brasil não têm valor comercial, como testículos.

Com autorização do governo chinês para a venda de miúdos, a expectativa do setor é que imediatamente os miúdos e tripas  possam chegar próximo dos demais cortes hoje comprados pela China. Um novo e espetacular mercado.

Segundo o presidente da Masterboi, Nelson Bezerra, essa linha de produtos oriundos dos bovinos vai consolidar a posição do Brasil no mercado chinês, que só compra diretamente a carne desossada e resfriada. A empresa, que já vende esse produtos para Hong Kong, acredita que os negócios podem crescer exponencialmente após a autorização de Pequim.

Os chineses agora estão abrindo uma negociação para que além da carne desossada, o Brasil venda diretamente os órgãos internos. E isso pode ser um novo mercado tão importante como o de carnes dianteiras ou os cortes mais nobres.

No Brasil, com exceção do fígado, quase nenhum órgão interno do boi tem grande valor comercial. Nas grandes cidades, todo esse volume de proteína é desconhecido, já que no Brasil apenas as carnes despertam interesse do consumidor.

Na China, porém, toda essa série de itens está arraigada à culinária que não desperdiça nenhum desses órgãos. Mocotó, bucho e tripas gozam de tanto prestígio na China como picanha e alcatra no Brasil. Com informações do Jornal do Comércio.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[26/07/2021] - Arroba: frigoríficos podem tentar derrubar o boi
[26/07/2021] - Milho: preocupações dominam o mercado
[26/07/2021] - Greve dos caminhoneiros aconteceu?
[26/07/2021] - Ministro e governador defendem a Ferrogrão
[26/07/2021] - Confiança do consumidor: maior nível em 9 meses
[23/07/2021] - Contrabando de bois: ação da polícia apreende gado
[23/07/2021] - Arroba: não está sobrando boi

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/07/2021] - Arroba: onde o boi subiu?
[23/07/2021] - Como deve ser esta sexta no mercado do boi?
[23/07/2021] - Situação difícil para quem precisa comprar milho
[23/07/2021] - China jura que peste suína está sob controle
[23/07/2021] - JBS convoca funcionários para trabalho presencial
[22/07/2021] - China pode habilitar novos frigoríficos no Brasil
[22/07/2021] - Arroba: confinamento dá uma mão aos frigoríficos
[22/07/2021] - Exportações recordes aos EUA surpreendem o setor
[22/07/2021] - Laticínios falam em colapso do setor do leite
[22/07/2021] - SC terá a menor safra de milho da história
[22/07/2021] - Ministro não acredita em greve dos caminhoneiros
[22/07/2021] - Produtores rurais são vítimas de onda de golpes
[21/07/2021] - Ministro Tarcísio defende construção da Ferrogrão
[21/07/2021] - MT anuncia projeto que pode prejudicar a Ferrogrão
[21/07/2021] - Caminhoneiros voltam a ameaçar governo
[21/07/2021] - Arroba: frigoríficos tentam segurar boi na unha
[21/07/2021] - Tem como a arroba do boi subir mais?
[21/07/2021] - Leite: alta para o produtor chegou ao fim?
[21/07/2021] - Geada pode trazer mais perdas para o milho
[20/07/2021] - Unidade do Marfrig é interditada
[20/07/2021] - Massa de ar polar provoca neve e geada no Sul
[20/07/2021] - Exportações de carne seguem em ritmo forte
[20/07/2021] - Arroba: pressão continua
[20/07/2021] - Arroba: frigoríficos seguem segurando compras
[20/07/2021] - Milho: agência prevê quebra histórica na safra
[20/07/2021] - Milho volta a subir no Brasil e no exterior
[20/07/2021] - Agro ajuda a reduzir a inflação no Brasil
[19/07/2021] - Arroba: compras travadas
[19/07/2021] - Arroba: frigoríficos testam o mercado
[19/07/2021] - Leite: produtor precisa ter cautela
[19/07/2021] - Milho: preços perto dos R$ 100 a saca
[19/07/2021] - Importação ilegal de bezerros preocupa pecuaristas
[19/07/2021] - INMET emite alerta para onda de frio
[19/07/2021] - Militantes vêm ao Brasil tentar barrar a Ferrogrão
[16/07/2021] - Massa de ar polar chega ao Brasil no fim de semana
[16/07/2021] - Arroba: frigoríficos tentam forçar baixa
[16/07/2021] - Leite: dá para acreditar em melhora do lucro?
[16/07/2021] - Peste suína africana avança na Alemanha
[16/07/2021] - Agro ajuda a segurar a inflação medida pelo IGP
[15/07/2021] - Arroba: escalas confortáveis em SP
[15/07/2021] - Dá para ganhar dinheiro com confinamento em 2021?
[15/07/2021] - China: rebanho não vai se recuperar tão cedo
[15/07/2021] - Leite: preço sobe e alivia um pouco o produtor
[15/07/2021] - Raiva: 55 casos positivos em São Paulo
[15/07/2021] - FGV: indicador mostra que Agro deve crescer mais
[14/07/2021] - Arroba: oferta curta não permite queda do boi
[14/07/2021] - Arroba: frigoríficos seguram compras em SP
[14/07/2021] - Por que a arroba do boi não sobe?
[14/07/2021] - IMEA prevê crescimento de 25% na pecuária de MT
[14/07/2021] - Prévia do PiB surpreende e registra queda

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br