Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
311,00 301,00 300,00
GO MT RJ
296,00 302,00 291,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3920,00
Bezerra 12m 2420,00
Novilha 18m 2900,00
Vaca Boiadeira 3130,00

Atualizado em: 16/6/2021 10:02

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Fábrica de ração gera economia para família em SC

 
 
 
Publicado em 13/05/2021

Tradição e tecnologia andam juntas na propriedade rural da família Kuffel, de Mondaí, no Oeste Catarinense. Nas terras onde os pais iniciaram as primeiras lavouras há mais de 50 anos, Valdir Kuffel trabalha com a família com visão empreendedora, investindo em inovações que tornam a produção de leite, suínos e grãos cada vez mais rentável.

Com apoio da Epagri, a família construiu um silo para armazenar e secar os grãos que produz e uma pequena fábrica de ração. Os investimentos reduziram os custos da propriedade e deixaram a alimentação dos animais bem mais barata.

O silo secador, desenvolvido pela Emater do Rio Grande do Sul, é uma tecnologia difundida pela Epagri que vem ganhando espaço na agricultura familiar catarinense. Ele permite manter a colheita de grãos na propriedade e garantir a qualidade do produto. “Vimos nele a possibilidade de baixar os custos com expurgo, secagem e transporte de volta para a propriedade”, lembra Valdir, que chegava a gastar até R$9 por saca de milho com transporte e armazenamento.

O projeto do silo, dimensionado de acordo com as necessidades da propriedade, foi elaborado com assistência técnica do engenheiro-agrônomo Adair Magnaguagho, da Epagri. O silo tem capacidade para 1,5 mil sacas de milho e custou R$38 mil. De acordo com o produtor Valdir, o capital investido deve ser recuperado em apenas dois anos de uso.

O silo é construído em alvenaria e fica sob um galpão. Na lateral dele é acoplado um ventilador que faz a secagem dos grãos com ar natural. “A qualidade do grão nesse sistema a frio é muito melhor, pois ele não é queimado. A gente observa que o grão é muito mais macio e a moagem é eficiente, diferente do grão secado com calor, que fica duro e vitrificado”, acrescenta.

Fábrica de ração

Para otimizar ainda mais o uso de grãos na propriedade, a família também construiu uma pequena fábrica de ração. Agora, os Kuffel precisam apenas adquirir os farelos e minerais para deixar a ração balanceada, pois o milho é produzido, armazenado, secado e expurgado na propriedade. “A ração que estamos fazendo é de qualidade superior à comprada, pois sabemos exatamente a composição e o valor nutricional do que está sendo fornecido aos animais”, reforça Valdir.

O sistema foi projetado de forma a diminuir a mão de obra da família. “Com apenas 15 minutos de nosso tempo são feitos 300 quilos de ração”, diz o agricultor. A produção vai tão bem que outras famílias já compram a ração pronta com os Kuffel.

O engenheiro-agrônomo Paulo Roberto Kuhn, da Epagri, explica que a fábrica pode produzir todos os tipos de alimentos concentrados, destinados a várias categorias de animais, com diversas composições. “Não existem limitações para o uso de diferentes ingredientes, sejam moídos, sejam na forma de farelos. Todos os animais de uma propriedade podem ser atendidos, das bezerras às matrizes”, detalha.

Pecuária leiteira

Com 76 hectares de terras, 70 matrizes leiteiras e 900 suínos na terminação, a família de Valdir e Alice Kuffel traz uma história de perseverança no campo. Hoje, a maior fonte de renda da propriedade é a bovinocultura de leite. Eles produzem entre 30 e 40 mil litros por mês.

Os proprietários realizam um trabalho voltado ao melhoramento genético do rebanho, com inseminação artificial e criação de novilhas para renovar o plantel leiteiro. A família também adota uma série de medidas e cuidados para garantir a qualidade do leite, que deve estar dentro das normas federais para comercialização.

O rebanho é alimentado com pastagem, silagem e ração. A alimentação no estábulo acontece em dois períodos do dia: no amanhecer e ao anoitecer, sempre depois da ordenha. Após o trato, os animais vão para a pastagem, onde ficam até a próxima ordenha. Com informações da Epagri-SC.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[16/06/2021] - Agro brasileiro bateu recorde de exportações
[16/06/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais que a referência
[16/06/2021] - Arroba: boi volta a subir em várias praças
[16/06/2021] - Confinador precisará fazer muita conta em 2021
[16/06/2021] - Sauditas facilitam importação de carne brasileira
[16/06/2021] - China: queda de preços pode ameaçar recuperação
[16/06/2021] - O que acontece se a Marfrig comprar a BRF?
[16/06/2021] - Preços dos lácteos estão mais altos
[16/06/2021] - Milho: preços caem abaixo de R$ 90 a saca
[16/06/2021] - Milho: preços dispararam em Mato Grosso do Sul
[16/06/2021] - Geração de emprego em fazendas surpreende em 2021
[16/06/2021] - Inflação ao produtor perde força em maio
[16/06/2021] - Força Nacional chega a RO para enfrentar guerrilha
[16/06/2021] - Argentina: governo pode reduzir exportação em 50%

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[15/06/2021] - Como estão as exportações de carne em junho?
[15/06/2021] - Exportações de carne de MT caem pelo segundo mês
[15/06/2021] - PIB da Pecuária deve crescer quase 4% em 2021
[15/06/2021] - Arroba do boi China já vale R$ 5 a mais
[15/06/2021] - Arroba: fora de SP boi já está valendo mais
[15/06/2021] - MAPA deve aprovar milho transgênico dos EUA
[15/06/2021] - Agro pode ter imagem manchada pelo tráfico
[14/06/2021] - Decisões do STF podem estimular invasões de terra
[14/06/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais no Centro-Oeste
[14/06/2021] - Arroba: sexta foi dia de poucos negócios
[14/06/2021] - JBS pode fatiar Sadia e Perdigão
[14/06/2021] - EUA intervirão na relação frigorífico-pecuarista
[14/06/2021] - Milho: colheita próxima derruba preços
[14/06/2021] - Prévia do PIB brasileiro mostra crescimento
[11/06/2021] - JBS pode comprar o controle da BRF?
[11/06/2021] - Compra de BRF pode ser travada pelo CADE
[11/06/2021] - PIB do Agro cresce 5% em cima de valor recorde
[11/06/2021] - Arroba: preços devem subir ainda mais
[11/06/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais para garantir bois
[11/06/2021] - Captação de leite bate recorde histórico
[11/06/2021] - Indicador mostra recuperação do emprego
[11/06/2021] - Bolsonaro sanciona lei que recompõe o Plano Safra
[10/06/2021] - JBS pagou resgate milionário para hackers
[10/06/2021] - China pode abrir mercado enorme para o Brasil
[10/06/2021] - Arroba: escalas começaram a encurtar
[10/06/2021] - Frigoríficos aumentam oferta por vacas e novilhas
[10/06/2021] - Pecuarista retém fêmeas com reposição em alta
[10/06/2021] - MAPA promove evento sobre seguro rural pecuário
[09/06/2021] - Dependência de poucos mercados traz risco enorme
[09/06/2021] - Brasil: China comprou quase 58% da carne exportada
[09/06/2021] - China vai usar mais carne de suas reservas
[09/06/2021] - Alta da arroba do boi vai continuar?
[09/06/2021] - Arroba: alta continua em São Paulo
[09/06/2021] - Custo rural deve subir com falta de chuvas
[09/06/2021] - Inflação tem forte alta puxada pela energia
[09/06/2021] - JBS emite dívida com selo sustentável
[09/06/2021] - Agência eleva nota de risco da JBS
[09/06/2021] - Câmara aprova auxílio a agricultores familiares
[09/06/2021] - Guedes: Mercosul causou danos ao Brasil
[08/06/2021] - Hackers teriam roubado dados da JBS Brasil
[08/06/2021] - JBS não priorizou segurança de dados
[08/06/2021] - JBS compra mais uma empresa na Austrália
[08/06/2021] - Exportações de carne: alta de 2% no faturamento
[08/06/2021] - Exportações de carne começam junho em alta
[08/06/2021] - Arroba: pecuaristas estão cautelosos
[08/06/2021] - Frigoríficos estão pagando mais pelo boi
[08/06/2021] - IBGE: abates têm o menor nível desde 2009
[08/06/2021] - Milho volta a se aproximar dos R$ 100 na bolsa
[08/06/2021] - Milho: mercado começa a semana agitado
[08/06/2021] - Agro respondeu por 80% das exportações de Goiás

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br