Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
299,00 288,00 295,00
GO MT RJ
285,00 292,00 290,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3110,00
Boi Magro 30m 3890,00
Bezerra 12m 2520,00
Novilha 18m 2870,00
Vaca Boiadeira 3140,00

Atualizado em: 14/5/2021 10:10

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Vender carne bovina no Brasil não é bom negócio?

 
 
 
Publicado em 07/04/2021

Vender carne bovina no Brasil não é um bom negócio – pelo menos não neste ano. Quarto maior frigorífico do país, o Frigol não poderia ter emitido sinais mais claros sobre esse cenário como na segunda-feira, quando anunciou a devolução antecipada de sua unidade em Cachoeira Alta (GO), que estava arrendada.

Em meio a uma estratégia para reforçar a estrutura de capital e reduzir os custos da dívida, o Frigol preferiu abrir mão de um ativo com receitas de R$ 700 milhões para concentrar as atividades nos frigoríficos próprios, com habilitação para exportar para China e Israel.

Ao Valor, o CEO do Frigol, Marcos Câmara, disse que o abatedouro goiano, com capacidade para processar 450 cabeças de gado por dia, vinha drenando margens da empresa, com um déficit mensal “bem razoável”. Em tempos de preços do boi gordo nas alturas e demanda reprimida no mercado doméstico, um frigorífico assim não era o desejado.

Na prática, a devolução é o reconhecimento de uma aposta que deu errado. O Frigol alugou a unidade em 2017, em um contrato firmado com a Rodopa. À época, a indústria frigorífica vivia outra fase. Muitos empresários acreditavam que a JBS reduziria as operações em meio às turbulências da delação de Joesley e Wesley Batista. O cenário não se confirmou. Não foi o único arrendamento problemático. O Frigol também chegou a arrendar uma planta fechada em Juruena (MT), mas desistiu antes mesmo de reabri-la.

“Quando extirpamos essa parte do portfólio, a tendência é a margem se fortalecer, porque deve vir mais da exportação”, disse Câmara. A aposta na exportação é o que vem sustentando os resultados da companhia – o raciocínio também vale para as gigantes JBS, Minerva e Marfrig, que amargam margens bem acanhadas no mercado doméstico.

A margem mais apertada se traduziu no resultado do Frigol. Em 2020, o lucro da companhia caiu 72%, para R$ 10 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recuou 3%, para R$ 116,3 milhões. A margem Ebitda ficou abaixo de 5%, como o executivo havia sinalizado ao Valor em outubro, mas a devolução do abatedouro goiano deve ajudar a equilibrar os resultados.

Ao concentrar a operação nas unidades que exportam, o Frigol conta com o dólar valorizado. Isso ajuda a atenuar o impacto negativo do preço do boi gordo, que superou R$ 315 por arroba em São Paulo, alta de quase 60% em 12 meses.

Além da moeda americana, o apetite chinês vem contribuindo para a mudança no perfil de vendas da companhia. No ano passado, o Frigol faturou quase R$ 2,6 bilhões. Do total, 42% foi gerado no mercado externo, ante menos de 35% em 2019. Para 2021, a expectativa de Câmara é que as exportações representem 50% de uma receita bruta projetada em R$ 3 bilhões, que já desconsidera a planta de Cachoeira Alta.

Dos três abatedouros de bovinos do Frigol, dois estão habilitados a exportar à China – a planta de Água Azul do Norte, no Pará, e Lençóis Paulista, em São Paulo. Somando Hong Kong, as vendas à China representaram 75% das exportações em 2020. Neste ano, a companhia também aposta em Israel, que no ano passado autorizou a planta de São Félix do Xingu, no Pará, a exportar. O Frigol também tem um abatedouro de suínos, em Lençóis Paulista.

Paralelamente à devolução da unidade de Cachoeira Alta, o Frigol continua trabalhando para reduzir os juros altos, uma herança negativa do período de recuperação judicial. Segundo Câmara, os controladores concluíram o aumento de capital, com a integralização dos frigoríficos de Água Azul do Norte e São Félix do Xingu, que pertenciam a uma outra empresa da família Gonzaga. Com isso, reforçou o patrimônio líquido e vai economizar despesas. Antes, as unidades estavam arrendadas para a própria empresa.

O Frigol ainda vem conseguindo reduzir a participação das factorings no financiamento, o que é um alívio e tanto. Para uma operação de commodity, com margens que já são baixas mesmo em momentos comuns – o que já não seria o caso com o atual preço do boi -, obter crédito com companhias de fomento mercantil não é o melhor dos mundos.

Segundo o executivo, a parcela das factorings no funding do Frigol caiu de 60% para 20%. No lugar delas, deve crescer a fatia de ACCs com bancos comerciais. A melhora da relação com os bancos comerciais também faz com que empresa tenha mais opções para se financiar. Em outubro, Câmara indicou a possibilidade de fazer um “sale and leaseback” com um dos frigoríficos do Pará, mas agora esta é apenas uma opção.

As mudanças na governança também ajudam. A companhia já havia contratado Eduardo Miron, CEO global da Marfrig até março do ano passado, como membro independente do conselho de administração. Recentemente, o ex-AES Britaldo Soares foi para o board.  Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[14/05/2021] - Boi chegou ao limite de baixa?
[14/05/2021] - Arroba: poucos negócios no mercado do boi
[14/05/2021] - Unidade da Marfrig é liberada a exportar aos EUA
[14/05/2021] - Milho: produtores estão segurando vendas
[14/05/2021] - MAPA abre novos mercados para o gado brasileiro
[14/05/2021] - Produtores vão a manifestação a favor de Bolsonaro
[13/05/2021] - Quebra de safra de milho preocupa frigoríficos

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[13/05/2021] - Prefeito é condenado por receptação de gado
[13/05/2021] - Quanto valerá o boi no final de 2021?
[13/05/2021] - Arroba: pressão de baixa ainda segue
[13/05/2021] - Arroba: mercado paulista está bem lento
[13/05/2021] - Arroba: situação melhorou para os frigoríficos
[13/05/2021] - JBS lucrou R$ 2 bilhões em um trimestre, recorde
[13/05/2021] - Marfrig prioriza exportações a partir do Uruguai
[13/05/2021] - Leite: Mercosul tem concorrência desleal
[13/05/2021] - Expoinel 2021 deve ser presencial, diz ACNB
[13/05/2021] - Câmara aprova novo licenciamento ambiental
[13/05/2021] - Fábrica de ração gera economia para família em SC
[13/05/2021] - Hoje é o Dia do Zootecnista
[13/05/2021] - Argentina volta a travar exportação de carne
[12/05/2021] - Arroba: escalas alongadas não vão durar
[12/05/2021] - Arroba: pecuaristas travam as vendas em SP
[12/05/2021] - Abate de bovinos caiu 10% em 2021
[12/05/2021] - Marfrig tem resultado recorde no trimestre
[12/05/2021] - Sauditas querem travar importações do Brasil
[12/05/2021] - Safra brasileira será a maior da história em 2021
[12/05/2021] - Conab prevê milho safrinha menor
[12/05/2021] - Quanto está valendo o milho hoje?
[11/05/2021] - Arroba: boi começou a semana em queda
[11/05/2021] - Arroba: frigoríficos reduzem oferta por fêmeas
[11/05/2021] - Exportações de carne bovina caem em maio
[11/05/2021] - Abates cresceram em Mato Grosso
[11/05/2021] - Sauditas tentam explicar embargo ao Brasil
[11/05/2021] - Câmara discute importação de leite do Mercosul
[11/05/2021] - Novo licenciamento ambiental pode ser votado hoje
[10/05/2021] - Arroba: boi parou de cair
[10/05/2021] - Arroba: frigoríficos seguraram compras em SP
[10/05/2021] - Quando o boi volta a subir?
[10/05/2021] - Milho: safrinha pode ser 7% menor
[10/05/2021] - Milho: saca já bate os R$ 110
[10/05/2021] - Preço da terra dispara 50% no Paraná
[10/05/2021] - CNA: retirar vacinação abrirá novos mercados
[07/05/2021] - Arroba: volume de negócios está fraco
[07/05/2021] - Quanto está valendo o boi em São Paulo?
[07/05/2021] - China: importações de carne próximas a recorde
[07/05/2021] - Arábia Saudita embarga frigoríficos brasileiros
[07/05/2021] - O que está por trás do embargo saudita?
[07/05/2021] - Câmara aprova cota para leite nacional na merenda
[07/05/2021] - Polícia faz operação contra roubo de gado em MS
[07/05/2021] - Bolsonaro vai a manifestação de produtores rurais
[06/05/2021] - Queda do boi não vai durar muito
[06/05/2021] - Arroba: frigoríficos pagam menos em SP
[06/05/2021] - Leite: produtor recebeu mais, mas riscos continuam
[06/05/2021] - Custo de produção do leite segue nas alturas
[06/05/2021] - Qual a previsão para o preço do milho?
[06/05/2021] - Governo esgota orçamento para crédito subsidiado
[06/05/2021] - Crédito rural cresceu 12% em um ano

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br