Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
309,00 296,00 301,00
GO MT RJ
296,00 303,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2940,00
Garrote 18m 3360,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2610,00
Novilha 18m 3150,00
Vaca Boiadeira 3300,00

Atualizado em: 20/4/2021 10:25

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Analistas debatem: o boi vai subir ainda mais?

 
 
 
Publicado em 05/02/2021

Não é só no mercado interno que a forte valorização da arroba do boi gordo está pesando. Nas exportações, a alta tem feito os preços do Brasil se descolarem de seus principais competidores na América do Sul, como Argentina, Uruguai e Paraguai, e ficarem próximos dos praticados nos Estados Unidos, onde a carne produzida é conhecida por uma maior qualidade e valor agregado.

“Um boi hoje de R$ 300 reais em São Paulo, (com câmbio em) R$ 5,35 a R$ 5,45, dá uma arroba de US$ 56. A arroba norte-americana vale US$ 55. Então fica difícil. A gente perde um pouco de competitividade", aponta a diretora executiva da Agrifatto, Lygia Pimentel.

Quando comparados com valores de um ano atrás, a arroba brasileira aumentou 25% em dólar enquanto a norte-americana teve desvalorização de 11,5%. “São produtos diferentes, mas chama atenção porque os Estados Unidos são um mercado de qualidade e o Brasil é um mercado de commodity. A gente não vende, por exemplo, para Japão e Coreia do Sul, que são países de alto valor agregado”, observa a analista.

Para ela, essa semelhança de preços é mais simbólica do que de competição entre os dois países. “Nossa competição mesmo estaria com Paraguai, Argentina e Uruguai”, diz. A arroba bovina é cotada entre US$ 45,75 no Paraguai e R$ 52,95 na Argentina. “O Brasil, tradicionalmente, tem um dos bois mais baratos do mundo. Está ali entre os três primeiros, quatro primeiros. Mas hoje a gente é o mais caro do Mercosul”, diz.

Pode subir mais

Apesar do cenário, é baixa a possibilidade dos preços da arroba brasileira em dólar cederem, aponta o consultor de agronegócio do Itaú BBA, César de Castro Alves. “Nenhum desses três têm grandes volumes para atender uma China. Então acho que, do ponto de vista de preços de exportação, tem espaço para subir mais”, avalia, pontuando que a Austrália, principal competidor do Brasil no mercado chinês, sofre consequências dos impactos climáticos dos últimos anos.

Assim, a maior disponibilidade de carne do Brasil em comparação com os vizinhos sul-americanos ainda confere vantagens competitivas. E as perspectivas são de manutenção a leve alta das exportações para a China este ano. A previsão do banco holandês Rabobank é de um crescimento modesto na demanda chinesa em 2021, de 100 mil toneladas, após um aumento expressivo de 4 milhões de toneladas no ano passado.

“Esse incremento de demanda num cenário onde a Austrália via estar fora do mercado pode gerar oportunidades ao Brasil e as nossas apostas são de manutenção das exportações para a China”, explica o analista Wagner Yanaguizawa.

A diretora executiva da Agrifatto, Lygia Pimentel, pondera, contudo, que a situação é de cautela para os exportadores brasileiros. “Não é preciso ser tão maniqueísta. Ninguém precisa trocar o Brasil 100%, basta trocar 3%, 5% e jogar pro Paraguai, Uruguai e Argentina”, destaca.

Ela lembra que há ainda outros fatores que podem ajudar a manter ou até levar a uma redução das exportações do Brasil este ano, como a menor oferta de animais e os impactos da falta de chuvas no final do ano passado. “Junto com a seca e a falta de confinamento, por conta dos custos muito altos, podemos ter um enxugamento muito forte da oferta de carne e limitar o volume para exportação”, conclui a analista. Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[20/04/2021] - Arroba tem pequena alta em Mato Grosso do Sul
[20/04/2021] - Arroba: frigoríficos voltam a oferecer menos em SP
[20/04/2021] - Exportações brasileiras de carne seguem fortes
[20/04/2021] - Importações chinesas de carne cresceram 11%
[20/04/2021] - Exportações podem tirar o Brasil da crise
[20/04/2021] - Governo suspende imposto sobre milho e soja
[20/04/2021] - Preço do milho não dá sinais de trégua

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[20/04/2021] - Marfrig acelera adoção do transporte ferroviário
[20/04/2021] - Pecuaristas argentinos temem volta das cotas
[20/04/2021] - A hora e a vez do Boi Safrinha
[20/04/2021] - Tereza: recursos do Plano Safra serão recompostos
[19/04/2021] - Frigoríficos tentam derrubar a arroba, sem sucesso
[19/04/2021] - Arroba do boi sobe em Cuiabá
[19/04/2021] - Milho: mercado travado
[19/04/2021] - Agro ajuda Brasil a ter superávit nas contas
[19/04/2021] - Vacinação contra aftosa começa em maio
[19/04/2021] - JBS compra empresa de proteína vegetal na Europa
[19/04/2021] - Ação pede que STF reveja decisão que beneficia JBS
[19/04/2021] - Prévia do PIB indica forte crescimento em fevereir
[19/04/2021] - Alta do IGP-M perde força em abril
[16/04/2021] - Pecuaristas não aceitam preço menor para o boi
[16/04/2021] - Boi: escalas melhoram. Arroba vai ceder?
[16/04/2021] - Exportações do Agro batem recorde histórico
[16/04/2021] - Marfrig nega compra de frigoríficos em dificuldade
[16/04/2021] - Leite: produtores preferem jogar fora a entregar
[16/04/2021] - Impasse no orçamento ameaça Plano Safra
[16/04/2021] - Argentina intervém no mercado de carne bovina
[15/04/2021] - Frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[15/04/2021] - Arroba: frigoríficos conseguem alongar escalas
[15/04/2021] - Abates caíram 60% em Mato Grosso do Sul
[15/04/2021] - Bezerro: relação de troca é a pior da história
[15/04/2021] - Reposição cara pode derrubar o confinamento
[15/04/2021] - CNA pede acordo comercial com a Coréia do Sul
[15/04/2021] - Leite: Conseleite é fundado em Mato Grosso
[15/04/2021] - Novela do Funrural acaba semana que vem?
[14/04/2021] - Brasil pode exportar 35% da carne bovina
[14/04/2021] - Frigoríficos grandes lucram com exportações
[14/04/2021] - Qual a saída para os pequenos frigoríficos?
[14/04/2021] - Arroba: boi China já vale R$ 325 em SP
[14/04/2021] - Frigoríficos seguram as compras em Goiás
[14/04/2021] - Boi subiu 60% em MT, custos também dispararam
[14/04/2021] - Exportações de carne de MT subiram quase 40%
[14/04/2021] - Milho dispara e saca já vale R$ 104
[14/04/2021] - MAPA renova facilidade para pequenos laticínios
[13/04/2021] - Importações de carne da China devem bater recorde
[13/04/2021] - Preço médio da carne exportada disparou em abril
[13/04/2021] - Arroba: boas notícias para o mercado
[13/04/2021] - Scot vê mercado do boi devagar em SP
[13/04/2021] - Rendimento de carcaça melhorou em 2020
[13/04/2021] - Milho dispara e vai além dos R$ 102
[13/04/2021] - Milho: produtividade da safrinha deve ser menor
[13/04/2021] - Existe alternativa pra alta do milho?
[12/04/2021] - Frigoríficos menores vivem crise gravíssima
[12/04/2021] - Exportações cada vez mais dependentes da China
[12/04/2021] - Arroba bate recorde histórico em São Paulo
[12/04/2021] - Arroba do boi volta a subir em Goiás e MT
[12/04/2021] - Oferta de boi segue curta em SP

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br