Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
309,00 296,00 301,00
GO MT RJ
296,00 303,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2940,00
Garrote 18m 3360,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2610,00
Novilha 18m 3150,00
Vaca Boiadeira 3300,00

Atualizado em: 20/4/2021 10:25

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Molina quer voltar a ter mais de 50% da Marfrig

 
 
 
Publicado em 05/02/2021

O dono da Marfrig, o empresário Marcos Molina, dobrou sua aposta na empresa que fundou, uma das principais produtoras de carne em todo o mundo. Em um ano, desde que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vendeu sua participação na companhia, Molina investiu cerca de R$ 1 bilhão na compra de ações em Bolsa. Com isso, a participação do empresário no frigorífico foi de aproximadamente 34% para perto dos 50%. Como consequência, Molina está muito próximo de voltar ao controle inquestionável da empresa que abriu décadas atrás.

A maior compra até aqui ocorreu no fim de 2019, quando o banco de fomento se desfez de sua participação no frigorífico por meio de uma oferta de ações na B3. À época, a empresa aproveitou e fez uma operação primária de ações para reforçar seu caixa. Molina abocanhou um pedaço da oferta, desembolsando cerca de R$ 400 milhões. De lá para cá, o movimento continuou. O empresário seguiu com um ritmo mensal de aquisições. Aproveitou, inclusive, para ir às compras quando as ações da empresa despencaram, como todo o mercado, logo no início da pandemia.

Segundo fontes próximas ao executivo, o foco do empresário na compra das ações está exclusivamente na visão de longo prazo em relação ao desempenho do papel, ou seja, na crença é de que há espaço para valorização. Em 12 meses, a ação teve alta de 26%, enquanto o Ibovespa, principal índice da B3, registrou valorização de 3%. Procurado, Molina não comentou.

Ajuste dos ponteiros

Com o endividamento em queda e se aproveitando do bom momento operacional, a Marfrig voltou ao radar dos investidores, que também buscaram na crise maior exposição a empresas exportadoras, que se beneficiam do dólar mais alto.

“As vantagens competitivas da Marfrig derivam da ampla escala de suas operações, do acesso aos mercados de exportação a partir do Brasil e dos EUA e de seu relacionamento de longo prazo com fazendeiros, clientes e distribuidores”, diz um relatório de janeiro da agência de classificação de riscos Fitch. O documento continua: “Os fundamentos globais do setor de carne bovina devem permanecer positivos nos próximos dois anos para os produtores da América do Sul e dos EUA, devido ao incremento na demanda e à boa disponibilidade de gado.”

Na visão do vice-presidente de finanças e de relações com investidores da Marfrig, Tang David, desde o ano passado a empresa vive um “momento de virada”, algo possível com o foco em carne bovina, marcado pela venda da Keystone Foods e pelo aumento da participação na National Beef.

Na companhia norte-americana, a Marfrig detém uma fatia de 82%. Fora, isso, comenta o executivo, no começo do ano passado a empresa afinou sua gestão, o que resultou na eliminação da figura do diretor executivo global, simplificando a estrutura e gerando ganhos de eficiência e mais agilidade na tomada de decisão. Essa mudança ajudou a companhia a atravessar o período de pandemia, segundo David.

O grupo também reduziu seu endividamento por meio de geração de caixa e troca de títulos de dívidas emitidos no exterior. A Marfrig lançou um título de dívida externa no mês passado, para utilizar os recursos para recomprar dívida mais cara.

Como houve uma grande demanda, acabou aumentando o tamanho da emissão, que chegou em US$ 1,5 bilhão. Ao montante, a empresa colocou mais US$ 250 milhões do seu caixa e trocou a dívida por uma mais barata, gerando uma economia da ordem de R$ 1 bilhão. “Vamos continuar diminuindo a dívida bruta com geração de caixa”, destaca David.

A Marfrig já tinha conseguido encerrar o terceiro trimestre do ano passado com o menor índice de endividamento da sua história. No período de julho a setembro, ela apresentou uma receita líquida de R$ 16,8 bilhões, sendo 72% proveniente da América do Norte. Lá, a Marfrig está presente por meio da National Beef, que exporta para mais de 30 países e tem capacidade de abate de 13,1 mil cabeças de gado por dia.

Molina já deixou clara sua vontade de que as ações da companhia sejam negociadas nos Estados Unidos – uma das alternativas que foram para a mesa para destravar valor. O vice-presidente de finanças da companhia, contudo, diz que a Marfrig não está trabalhando em uma abertura de capital no exterior neste momento. “Mas essa é, sim, uma alternativa para destravar valor. Esse é uma decisão do conselho”, destaca. Com informações do Estadão.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[20/04/2021] - Arroba tem pequena alta em Mato Grosso do Sul
[20/04/2021] - Arroba: frigoríficos voltam a oferecer menos em SP
[20/04/2021] - Exportações brasileiras de carne seguem fortes
[20/04/2021] - Importações chinesas de carne cresceram 11%
[20/04/2021] - Exportações podem tirar o Brasil da crise
[20/04/2021] - Governo suspende imposto sobre milho e soja
[20/04/2021] - Preço do milho não dá sinais de trégua

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[20/04/2021] - Marfrig acelera adoção do transporte ferroviário
[20/04/2021] - Pecuaristas argentinos temem volta das cotas
[20/04/2021] - A hora e a vez do Boi Safrinha
[20/04/2021] - Tereza: recursos do Plano Safra serão recompostos
[19/04/2021] - Frigoríficos tentam derrubar a arroba, sem sucesso
[19/04/2021] - Arroba do boi sobe em Cuiabá
[19/04/2021] - Milho: mercado travado
[19/04/2021] - Agro ajuda Brasil a ter superávit nas contas
[19/04/2021] - Vacinação contra aftosa começa em maio
[19/04/2021] - JBS compra empresa de proteína vegetal na Europa
[19/04/2021] - Ação pede que STF reveja decisão que beneficia JBS
[19/04/2021] - Prévia do PIB indica forte crescimento em fevereir
[19/04/2021] - Alta do IGP-M perde força em abril
[16/04/2021] - Pecuaristas não aceitam preço menor para o boi
[16/04/2021] - Boi: escalas melhoram. Arroba vai ceder?
[16/04/2021] - Exportações do Agro batem recorde histórico
[16/04/2021] - Marfrig nega compra de frigoríficos em dificuldade
[16/04/2021] - Leite: produtores preferem jogar fora a entregar
[16/04/2021] - Impasse no orçamento ameaça Plano Safra
[16/04/2021] - Argentina intervém no mercado de carne bovina
[15/04/2021] - Frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[15/04/2021] - Arroba: frigoríficos conseguem alongar escalas
[15/04/2021] - Abates caíram 60% em Mato Grosso do Sul
[15/04/2021] - Bezerro: relação de troca é a pior da história
[15/04/2021] - Reposição cara pode derrubar o confinamento
[15/04/2021] - CNA pede acordo comercial com a Coréia do Sul
[15/04/2021] - Leite: Conseleite é fundado em Mato Grosso
[15/04/2021] - Novela do Funrural acaba semana que vem?
[14/04/2021] - Brasil pode exportar 35% da carne bovina
[14/04/2021] - Frigoríficos grandes lucram com exportações
[14/04/2021] - Qual a saída para os pequenos frigoríficos?
[14/04/2021] - Arroba: boi China já vale R$ 325 em SP
[14/04/2021] - Frigoríficos seguram as compras em Goiás
[14/04/2021] - Boi subiu 60% em MT, custos também dispararam
[14/04/2021] - Exportações de carne de MT subiram quase 40%
[14/04/2021] - Milho dispara e saca já vale R$ 104
[14/04/2021] - MAPA renova facilidade para pequenos laticínios
[13/04/2021] - Importações de carne da China devem bater recorde
[13/04/2021] - Preço médio da carne exportada disparou em abril
[13/04/2021] - Arroba: boas notícias para o mercado
[13/04/2021] - Scot vê mercado do boi devagar em SP
[13/04/2021] - Rendimento de carcaça melhorou em 2020
[13/04/2021] - Milho dispara e vai além dos R$ 102
[13/04/2021] - Milho: produtividade da safrinha deve ser menor
[13/04/2021] - Existe alternativa pra alta do milho?
[12/04/2021] - Frigoríficos menores vivem crise gravíssima
[12/04/2021] - Exportações cada vez mais dependentes da China
[12/04/2021] - Arroba bate recorde histórico em São Paulo
[12/04/2021] - Arroba do boi volta a subir em Goiás e MT
[12/04/2021] - Oferta de boi segue curta em SP

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br