Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
281,00 265,00 279,00
GO MT RJ
269,00 270,00 264,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2250,00
Garrote 18m 2690,00
Boi Magro 30m 3430,00
Bezerra 12m 2010,00
Novilha 18m 2430,00
Vaca Boiadeira 2660,00

Atualizado em: 15/1/2021 10:31

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Milho volta a cair no mercado brasileiro

 
 
 
Publicado em 03/12/2020

A quinta-feira (03) chega ao final com os preços do milho caindo tanto no mercado físico quanto na Bolsa Brasileira (B3). Em levantamento realizado, foram percebidas valorizações apenas em Castro/PR (1,35% e preço de R$ 75,00).

Já as desvalorizações apareceram nas praças de Ubiratã/PR, Londrina/PR, Cascavel/PR, Marechal Cândido Rondon/PR, Pato Branco/PR, Palma Sola/SC, Brasília/DF, Dourados/MS, Eldorado/MS, Amambaí/MS, Oeste da Bahia, Luís Eduardo Magalhães/BA, Itapetininga/SP, Campinas/SP e Porto Santos/SP.

De acordo com o reporte diário da Radar Investimentos, “a queda das cotações do milho no mercado físico ocorre em função do aumento das ofertas em boa parte do Brasil Central. Mesmo assim, o comprador está recuado, negociando apenas volumes mínimos e esporádicos”.

Os preços futuros do milho operaram em queda durante toda a quinta-feira na Bolsa Brasileira (B3), mas ficaram mais próximos da estabilidade no final da tarde. As principais cotações registravam movimentações negatvas 0,01% e 0,82% por volta das 17h14 (horário de Brasília).

O contrato janeiro/21 era cotado à R$ 72,61 com baixa de 0,01%, o março/21 valia R$ 73,35 com estabilidade, o maio/21 era negociado por R$ 71,00 com estabilidade e o julho/21 tinha valor de R$ 66,76 com perda de 0,82%.

Para o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, o mercado brasileiro mostra uma acomodação para os negócios, uma vez que a chuva voltou e o mercado já vê que em janeiro haverá colheita.

“Os grandes compradores do setor de ração também estão fora ou parando nas próximas duas semanas para férias coletivas e manutenção, então é normal dar uma acomodada nas cotações”, comenta Brandalizze.

Mercado Externo

Já os preços internacionais do milho futuro contabilizaram ganhos nesta quinta-feira na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registraram movimentações positivas entre 2,25 e 2,75 pontos ao final do dia.

O vencimento dezembro/20 foi cotado à US$ 4,22 com valorização de 2,75 pontos, o março/21 valeu US$ 4,26 com elevação de 2,75 pontos, o maio/21 foi negociado por US$ 4,28 com alta de 2,25 pontos e o julho/21 teve valor de US$ 4,29 com ganho de 2,75 pontos.

Esses índices representaram elevações, com relação ao fechamento da última quarta-feira, de 0,72% para o dezembro/20, de 0,71% para o março/21, de 0,47% para o maio/21 e de 0,70% para o julho/21.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os contratos do milho em Chicago terminaram o dia em alta após bons números serem divulgados no relatório de vendas de exportação semanal do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

O reporte para esta semana foi de 1,37 milhão de toneladas contra as expectativas do comércio de entre 800.000 e 1,60 milhões. O México foi o maior comprador, com 656.900 milhões de toneladas. Com informações do Notícias Agrícolas.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[15/01/2021] - Arroba: frigoríficos seguem oferecendo mais
[15/01/2021] - Greve dos caminhoneiros: se ocorrer será pontual
[15/01/2021] - IGP-10 recua com queda de preços ao consumidor
[15/01/2021] - Doria cumpre parcialmente acordo com produtores
[15/01/2021] - Marfrig emite dívida ao menor juro de sua história
[14/01/2021] - Arroba: frigoríficos voltaram a pagar R$ 290
[14/01/2021] - CEPEA: boi já recuperou queda de dezembro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[14/01/2021] - China importou quase 10 milhões de t de carne
[14/01/2021] - Leite subiu mas não melhorou situação do produtor
[14/01/2021] - Caminhoneiros ameaçam Bolsonaro
[14/01/2021] - Doria ainda não mandou publicar redução do ICMS
[14/01/2021] - Secretário promete que redução de ICMS vai sair
[14/01/2021] - Pagamento por serviços ambientais vira lei
[13/01/2021] - BNDES desiste de vender ações da JBS
[13/01/2021] - Safras: alta do boi é muito agressiva
[13/01/2021] - Arroba: frigoríficos pagam até R$ 11 a mais
[13/01/2021] - Analista prevê boi firme até março
[13/01/2021] - Milho: EUA esperam safra menor no Brasil
[12/01/2021] - Exportações de carne começaram o ano em forte alta
[12/01/2021] - Agro: exportações dispararam em janeiro
[12/01/2021] - Exportações do Agro passaram de US$ 100 bi
[12/01/2021] - Arroba: frigoríficos estão precisando de boi
[12/01/2021] - Arroba: boi dispara também em Goiás
[12/01/2021] - Pecuaristas de MT estão otimistas
[12/01/2021] - Carne continua em falta na China
[12/01/2021] - Empresa da JBS paga multa para encerrar processo
[12/01/2021] - Bolsonaro cobra apoio da bancada do Agro
[12/01/2021] - Minério de ferro pressiona e IGP-M segue em alta
[11/01/2021] - Analista prevê ano favorável para a pecuária
[11/01/2021] - Arroba: preço do boi tem forte alta
[11/01/2021] - Milho: preços em disparada
[11/01/2021] - Argentina suspende veto às exportações de milho
[11/01/2021] - Dólar começa a semana em disparada
[08/01/2021] - Governo de SP promete recuar após tratoraço
[08/01/2021] - Produtores rurais protestam na Ceagesp
[08/01/2021] - Caminhoneiros voltam a ameaçar paralisação
[08/01/2021] - Arroba: alta do boi se espalha pelo Brasil
[08/01/2021] - Reposição começou 2021 devagar
[08/01/2021] - Carne: exportações bateram 2 mi de toneladas
[08/01/2021] - Ladrões fazem reféns para roubar gado em MT
[08/01/2021] - Setor de máquinas agrícolas está otimista
[07/01/2021] - Produtores protestam contra imposto maior em SP
[07/01/2021] - Arroba: frigoríficos já pagam R$ 280
[07/01/2021] - CEPEA: pecuária começa 2021 com boa perspectiva
[07/01/2021] - Agrifatto prevê arroba menor no fim de janeiro
[07/01/2021] - Exportações do Agro devem bater recorde em 2021
[06/01/2021] - Arroba: frigoríficos oferecem mais pelo boi
[06/01/2021] - Atacado da carne em compasso de espera
[06/01/2021] - Itaú prevê ano complicado para os frigoríficos
[06/01/2021] - Leite: produtor deve receber menos em janeiro
[06/01/2021] - Leite: preço dos lácteos não cederam
[06/01/2021] - Milho está mais caro em 2021
[06/01/2021] - Doria não recua e impostos subirão em SP
[06/01/2021] - ABAG protesta contra alta de impostos em SP
[06/01/2021] - Empregos no Agro registram novo crescimento
[06/01/2021] - Crédito rural cresceu 18% nesta safra
[05/01/2021] - Arroba: boi começa o ano em alta

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br