Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
295,00 284,00 293,00
GO MT RJ
284,00 277,00 295,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2500,00
Garrote 18m 2940,00
Boi Magro 30m 3620,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2620,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 22/9/2021 11:08

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Preço do milho dispara na bolsa

 
 
 
Publicado em 16/10/2020

Os preços futuros do milho ganharam força na manhã desta sexta-feira (16) na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,28% e 1,79% por volta das 11h28 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 75,14 com ganho de 1,68%, o janeiro/21 valia R$ 75,08 com elevação de 1,61%, o março/21 era negociado por R$ 74,00 com valorização de 1,79% e o maio/21 tinha valor de R$ 67,50 com alta de 1,28%.

O dólar também manteve sua trajetória altista ante ao real neste último dia da semana. A moeda americana subia 0,38% e era cotada à R$ 5,63 por volta das 11h35 (horário de Brasília).

De acordo com analise da Agrifatto Consultoria, o dólar firme e a valorização nas cotações externas mantêm o milho em alta no Brasil. “O apetite externo segue grande, não à toa, o prêmio pago pelo milho nos portos brasileiros já chegou à casa dos US$ 1,55/bu, valorizando mais de 80% nos últimos três meses”.

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro seguem em alta na Bolsa de Chicago (CBOT) nesta sexta-feira. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,25 e 2,50 pontos por volta das 11h20 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/20 era cotado à US$ 4,06 com valorização de 2,50 pontos, o março/21 valia US$ 4,09 com ganho de 1,75 ponto, o maio/21 era negociado por US$ 4,10 com elevação de 1,50 ponto e o julho/21 tinha valor de US$ 4,10 com alta de 1,25 ponto.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os futuros do milho subiram esta manhã com o aumento do otimismo nas exportações para a China, flertando com uma alta de 14 meses no comércio da madrugada.

Os analistas esperavam que as vendas semanais de exportação anunciadas no final da manhã pelo USDA provavelmente mostrassem um pouco menos vendas de exportação de milho reservadas para a semana que terminou em 8 de outubro, o que acabou se confirmando.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos informou que as vendas de milho caíram 47% semana a semana e 63% abaixo da média das quatro semanas anteriores, para 25,8 milhões de bushels (655.320 toneladas).

“Os analistas geralmente esperavam uma aquisição maior, com estimativas de comércio que variaram entre 23,6 milhões e 47,2 milhões de bushels (599.440 e 1,198 milhão de toneladas)”, diz o analista Ben Potter.

Apesar disso, os totais acumulados para o ano comercial de 2020/21 ainda permanecem bem à frente do ritmo do ano passado, com 176,9 milhões de bushels (4,493 milhões de toneladas).

Já os embarques de exportação de milho caíram 5% abaixo da média das quatro semanas anteriores, para 32,1 milhões de bushels (815.340 toneladas). O México foi o destino número 1, seguido por China, Coreia do Sul, Honduras e Colômbia. Com informações do Notícias Agrícolas.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/09/2021] - Arroba: frigoríficos travam abates
[22/09/2021] - Arroba: boi segue com preços estáveis em SP
[22/09/2021] - Milho: impasse continua no mercado
[22/09/2021] - Leite sobe mas custos ainda pressionam produtor
[22/09/2021] - Brasil pode expandir pecuária sem desmatar

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[21/09/2021] - Exportações do Agro batem US$ 10 bi em agosto
[21/09/2021] - Como realmente estão as exportações de carne?
[21/09/2021] - Arroba: mercado devagar, mas cotações estão firmes
[21/09/2021] - Em Mato Grosso, pecuaristas aguardam desfecho
[21/09/2021] - Como estão as negociações de boi em Goiás?
[20/09/2021] - Reino Unido confirma vaca louca e não sofre sanção
[20/09/2021] - Arroba: boi já parou de cair
[20/09/2021] - Arroba: situação complicada para o pecuarista
[20/09/2021] - Mercado espera definição da China, talvez hoje
[20/09/2021] - Milho: mercado travado
[20/09/2021] - Polícia recupera 336 bois furtados em SP
[17/09/2021] - O que os frigoríficos pretendem fazer agora?
[17/09/2021] - Rússia restringe compras de MG e MT
[17/09/2021] - Arroba: frigoríficos derrubam as cotações em SP
[17/09/2021] - Carne estocada pode ir para o mercado interno
[17/09/2021] - Empregos: Agro já recuperou o nível pré-pandemia
[17/09/2021] - Agro será o setor mais beneficiado com o 5G
[16/09/2021] - Arábia Saudita retira embargo ao Brasil
[16/09/2021] - CEPEA: embargo chinês deve ser revertido logo
[16/09/2021] - Boi caiu, mas preço da carne continua o mesmo
[16/09/2021] - Arroba: incerteza ainda trava negociações
[16/09/2021] - Pedido de vistas interrompe julgamento no STF
[16/09/2021] - MST abraça capitalismo e capta dinheiro no mercado
[15/09/2021] - Arroba: pecuaristas recusam valores menores em SP
[15/09/2021] - Frigoríficos e pecuaristas travam disputa em MT
[15/09/2021] - Em Goiás, o PIB do Agro deve registrar alta de 11%
[15/09/2021] - Prévia do PIB sobe acima das previsões
[15/09/2021] - Governo renova programa de promoção do Agro
[15/09/2021] - Julgamento do marco temporal deve ser interrompido
[14/09/2021] - Exportações de carne bovina: 83% de alta em 1 ano
[14/09/2021] - Exportações do Agro: o maior valor desde 2013
[14/09/2021] - PIB da Pecuária: alta de mais de 5% em 2021
[14/09/2021] - Sauditas embargam frigoríficos de Minas Gerais
[14/09/2021] - Chineses podem usar EEB para renegociar preços
[14/09/2021] - Arroba: negócios não acontecem a valores menores
[14/09/2021] - Arroba: frigoríficos tentam forçar baixa
[14/09/2021] - Produtor de leite sente o peso dos custos altos
[13/09/2021] - Brasil deve enviar missão do MAPA à China
[13/09/2021] - Arroba: bloqueio chinês deve acabar logo
[13/09/2021] - Arroba: cenário de estabilidade em SP
[13/09/2021] - Milho: mercado aposta em queda de preço
[13/09/2021] - Entrega de fertilizantes dispararam em junho
[13/09/2021] - Bolsonaro: fim do marco temporal é o fim do Agro
[10/09/2021] - Pecuaristas acusam JBS de manipulação da arroba
[10/09/2021] - Arroba: entregar boi só por necessidade
[10/09/2021] - Arroba: frigoríficos culpam caminhoneiros
[10/09/2021] - Movimento dos caminhoneiros acabou
[10/09/2021] - Abates caíram, retenção de fêmeas continua
[10/09/2021] - Consultorias debatem: quantos bois há no Brasil?
[10/09/2021] - Leite: aquisição cai 1% no trimestre

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br